A lenda da pisadeira

A lenda da pisadeira
Você já ouviu falar da lenda da pisadeira? Trata-se do folclore brasileiro que está bastante presente na região do interior de Minas Gerais e São Paulo.
"Esta é ua muié muito magra, que tem os dedos cumprido e seco cum cada unhão! Tem as perna curta, cabelo desgadeiado, quexo revirado pra riba e nari magro munto arcado; sombranceia cerrado e zóio aceso... Quando a gente caba de ciá e vai durmi logo, deitado de costa, ele desce do teiado e senta no peito da gente, arcano... arcano... a boca do estámo... Purisso nunca se deve dexá as criança durmi de costa." (Cornélio Pires. Conversas ao pé do fogo)
A lenda refere-se à uma mulher que seria conhecida como pisadeira. Ela teria uma aparência assustadora, sendo alta, magra e com unhas enormes em dedos bastante compridos e secos. Além disso, teria olhos vermelhos e arregalados, nariz comprido e queixo grande, sendo de baixa estatura. Seus cabelos brancos também fazem parte da descrição, assim como o olhar maligno que transmite, suas gargalhadas assustadoras e seus dentes verdes.

Segundo essa lenda, a pisadeira, que está sempre de chinelos, anda grande parte do tempo pelos telhados das casas, parando em uma delas e ficando a observar o movimento em seu interior. Quando alguém vai dormir de barriga cheia após o jantar, a pisadeira entra em ação, saindo de seu esconderijo e pisando no peito de sua vítima, que fica em estado de paralisia.

A vítima da pisadeira, no entanto, consegue acompanhar tudo de forma consciente, somente paralisada, o que causa um desespero gigantesco, já que não consegue fazer nada para escapar.

Como surgiu a lenda da pisadeira?

Não se sabe ao certo como exatamente a lenda surgiu, mas está diretamente relacionada aos pesadelos e sono conturbado que as pessoas tem quando vão dormir logo depois de fazer uma refeição pesada.

É mito de origem portuguesa que ocorre em São Paulo e parte de Minas Gerais. Entretanto, a crença que uma intervenção maléfica de um fantasma ou demônio seja a causa do pesadelo é comum a quase todos os povos do planeta desde os tempos da Antiguidade. Em Portugal, é o fradinho da mão furada. No Nordeste brasileiro, os sertanejos acreditam numa velha ou num velho de barba branca que vem lhes arranhar o rosto durante o sono.

Referências bibliográficas:

· Pires, Cornélio. Conversas ao pé do fogo. 3ª ed. São Paulo, Companhia Editora Nacional, 1927, p.152-153
A lenda da pisadeira A lenda da pisadeira Reviewed by Aldenir Araujo on 05:17:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.