Símbolos Nórdicos e Vikings e Seus Significados

O povo nórdico era tão espiritual quanto parece, tanto que suas crenças espirituais eram essencialmente consideradas não uma religião, mas uma parte de sua realidade cotidiana.

Eles acreditavam genuinamente que as forças cósmicas desempenhavam um papel ativo em tudo o que acontecia em suas vidas. Eles também acreditavam em magia e a prática de seidr (magia nórdica), que também apresentava símbolos fortes, era bastante comum.

É por isso que os símbolos desempenharam um papel importante na cultura nórdica e seria impossível entender a cultura sem ter uma compreensão sólida do simbolismo nórdico.

Então, sem mais delongas, aqui está a extensa lista de símbolos nórdicos Viking junto com seus significados.

Yggdrasil (Árvore da Vida - A Árvore do Mundo)

Yggdrasil (Árvore da Vida - A Árvore do Mundo)
Um dos símbolos nórdicos mais importantes é Yggdrasil, o enorme freixo que se diz crescer de Urðarbrunnr, o Poço do Destino. Também é conhecida como a Árvore do Mundo e a Árvore da Vida.

Os nórdicos acreditavam que todas as nove dimensões ou reinos/mundos estavam entrelaçados nas raízes e galhos da Árvore do Mundo. Como tal, a Yggdrasil serviu como um caminho ou canal entre as nove dimensões por onde os deuses viajavam.

Muitos poemas e obras literárias nórdicas incluem referências a Yggdrasil; Edda Em Prosa e a Edda Poética está intimamente associada a Yggdrasil.

Acredita-se que seja o lugar (o pedaço de uma árvore) onde Lif e Lifthrasir, uma mulher e um homem, respectivamente, se esconderão e sobreviverão aos eventos de Ragnarok na mitologia nórdica.

Como símbolo nórdico, Yggdrasil também representa o cosmos, bem como a relação entre destino, tempo e harmonia. Também representa os ciclos da criação e a própria essência da natureza.

Valknut, o Símbolo de Odin (O nó dos guerreiros mortos)

Valknut, o Símbolo de Odin
Os vikings, pessoas fortes e corajosas como eram, acreditavam que aqueles que viviam vidas comuns acabavam em uma existência sombria e sombria quando morriam.

Aqueles que morriam brava e gloriosamente em batalha iam passar a eternidade em Valhalla, a morada dos deuses.

De acordo com suas crenças, as Valquírias, as donzelas nobres e elegantes que montavam cavalos alados, carregavam as almas dos guerreiros mortos do campo de batalha para Valhalla.

Esses heróis caídos eram representados pelo Valknut também conhecido como o símbolo de Odin.

O nome Valknut é derivado das palavras 'valr', que significa "guerreiro morto" e 'knut', que significa nó. Valknut é um símbolo que consiste em três triângulos interligados.

Este símbolo é frequentemente visto em túmulos, e é por isso que foi interpretado como significando que Odin receberá o guerreiro viking morto em Valhalla.

Outra razão pela qual é considerado um símbolo de Odin é porque era frequentemente usado durante a prática de seidr (magia nórdica) e Odin era conhecido como o principal praticante de seidr pelos nórdicos.

Certamente, 'o Nó dos Guerreiros Mortos' é um dos símbolos nórdicos mais interessantes, leia tudo sobre Valknut aqui em detalhes, se quiser.

Aegishjalmur, o Elmo do Temor e do Terror, o Símbolo Viking Para Proteção

Aegishjalmur, o Elmo do Temor e do Terror, o Símbolo Viking Para Proteção
O próximo item da nossa lista é o Ægishjálmr, ou o Elmo do Pavor e do Terror, que é um dos símbolos vikings mais famosos, pois é uma escolha popular para desenhos de tatuagens por pessoas de origem nórdica.

Aegishjalmur é um símbolo de proteção e vitória. A palavra 'Aegishjalmur' foi derivada de duas palavras diferentes na língua nórdica antiga: 'aegis' que significa "escudo" e 'hjalmr' que significa "elmo".

O Aegishjalmur é mencionado em muitas sagas onde se diz ter sido usado por guerreiros e até dragões.

Algumas fontes referem-se a Ægishjálmr como um objeto mágico, enquanto outras se referem a ele como um feitiço mágico invisível que cria proteção invisível ao redor do usuário, enquanto lança medo no inimigo.

Os guerreiros vikings inscreviam o símbolo entre as sobrancelhas para fornecer proteção contra seus inimigos durante a batalha. No entanto, não era apenas a “proteção física” que o símbolo concedia.

Aegishjalmur também é um símbolo de força para os nórdicos, pois eles também acreditavam que o símbolo os ajudava a abandonar seus medos, fornecendo força mental. Então, pode-se dizer que Aegishjalmur é, de fato, um símbolo viking de proteção em mais de uma maneira.

Vegvísir, a Bússola Viking/Bússola Nórdica

Vegvísir, a Bússola Viking/Bússola Nórdica
Vegvísir significa literalmente “aquilo que mostra o caminho”. E é exatamente por isso que é referido como a bússola Viking.

Mas é? É realmente a bússola “Viking”?

A resposta curta é que talvez nunca saibamos. Muitas pessoas consideram que é um símbolo islandês relativamente novo, com cerca de algumas centenas de anos.

As primeiras referências ao símbolo em relatos escritos podem ser encontradas no grimório islandês conhecido como O Galdrabók, que se acredita ter sido compilado nos séculos XVI e XVII.

O Vegvísir foi usado durante a Era Viking? Não é certo. Então, seria mais apropriado chamar o símbolo de “bússola nórdica”.

Vegvísir é amplamente associado a Ægishjálmr por causa de sua forma e aparência semelhantes – à primeira vista, pelo menos.

Os braços do leme do Aegishjalmur são todos do mesmo design. Pelo contrário, todos os braços da Vegvísir têm designs únicos.

Os vikings, que eram conhecidos por suas viagens marítimas, usavam instrumentos direcionais reais, como pedras do sol e o disco de Uunartoq.

No entanto, suas dicas direcionais vieram principalmente da natureza, como a direção do sol, a posição das estrelas, os padrões de voo dos pássaros e até a cor da água, bem como seus próprios instintos direcionais.

Eles também contavam com proteção mística. Se o símbolo Vegvísir foi de fato usado durante a Era Viking, provavelmente é onde estaria.

Tal como acontece com todos os outros símbolos nórdicos, também temos um artigo detalhado sobre o Vegvísir. Leia tudo sobre Vegvísir, a bússola nórdica, clicando aqui.

O Triplo Chifre de Odin (O Triplo Triskele)

O Triplo Chifre de Odin (O Triplo Triskele)
O Triplo Chifre de Odin, também conhecido como o Triplo Triskele, é um símbolo facilmente distinguido pelos três chifres de bebida interligados.

O significado exato e o uso deste símbolo ainda não são conhecidos, mas acredita-se que seja uma alusão à quando Odin bebeu o Hidromel da Poesia e da Sabedoria por três vezes.

Portanto, o Triplo Chifre de Odin é considerado um dos símbolos de Odin.

Hoje, o Tríplice Chifre de Odin é usado para simbolizar sabedoria e inspiração poética.

Triquetra, o nó da Trindade Celta

Triquetra, o nó da Trindade Celta
Também conhecido como o nó da trindade celta, Triquetra é uma linha contínua que se entrelaça em torno de si mesma para significar que não há começo nem fim.

Embora de origem celta, a Triquetra também se tornou intimamente ligada ao simbolismo nórdico e adotada na cultura viking por causa da antiga conexão e interação entre os grupos viking e celta.

O símbolo estava associado à Deusa Mãe Celta e sua natureza trina: a donzela, a mãe e a velha (a velha sábia).

Svefnthorn, “Espinho do Sono”: Símbolo Viking Para um Sono Profundo

Svefnthorn, “Espinho do Sono”: Símbolo Viking Para um Sono Profundo
O próximo em nossa lista de símbolos nórdicos é bastante interessante; Svefnthorn. Svefnthorn significa literalmente, o “Espinho do Sono”.

É representado nas sagas como quatro arpões ou pequenas lanças. Acredita-se que tenha sido usado para colocar um inimigo para dormir do qual ele não acordaria por muito tempo.

Mjolnir, Martelo de Thor: Um Dos Símbolos Nórdicos Mais Populares

Mjolnir, Martelo de Thor: Um Dos Símbolos Nórdicos Mais Populare
Sendo um dos símbolos nórdicos mais populares, graças aos filmes do Universo Cinematográfico da Marvel, Mjolnir, significa literalmente 'triturador', 'moedor' e 'martelo'.

Também está associado a raios e trovões, principalmente porque é a arma de Thor, o deus nórdico do trovão e da guerra.

Como uma arma mágica, acredita-se que o Mjolnir seja capaz de destruir montanhas, e é por isso que significa força, fortaleza e bravura.

A história da origem do Mjolnir pode ser encontrada em Skáldskaparmál da Edda em prosa/Edda de Snorri.

De acordo com o conto, Loki fez uma aposta com os anões Brokk e Eitri (ou Sindri), dizendo que eles não poderiam fabricar nada melhor do que os itens criados pelos Filhos de Ivaldi, os anões que forjaram a lança de Odin, Gungnir. Os dois anões aceitaram o desafio, criaram o Mjolnir e o entregaram a Thor.

Mjolnir pode destruir e recriar. Com o Mjolnir, Thor pode ferir o mais forte que puder e não quebrará. Thor também pode trazer algumas coisas de volta à vida com ele.

Encontrado em muitos túmulos e cemitérios vikings, este antigo símbolo era um símbolo viking proeminente e as pessoas de origem nórdica ainda o usam para comemorar e representar seus ancestrais.

O símbolo também é considerado um dos símbolos pagãos mais importantes e é amplamente utilizado hoje pelos neopagãos.

A Teia de Wyrd, Um Símbolo Nórdico Neopagão

A Teia de Wyrd, Um Símbolo Nórdico Neopagão
Os vikings acreditavam que até os deuses estavam presos ao destino. A teia de Wyrd representa a tapeçaria tecida pelas Norns, que moldaram o destino e o destino.

As Norns ou Nornas são as três mulheres que se sentam na foz do Poço de Urd, na base da Yggdrasil.

Em uma nota lateral importante, não há nenhum relato da Era Viking que mencione ou nenhuma obra de arte usando a teia de Wyrd.

Então, embora não possamos ter cem por cento de certeza, a teia de Wyrd provavelmente é um símbolo neopagão moderno criado pela combinação das runas do Futhark Antigo. Portanto, seria mais apropriado chamá-lo de 'símbolo nórdico' em vez de viking.

A teia de Wyrd representa a conexão entre o passado, presente e futuro. É também um lembrete de que ninguém, nem mesmo deuses, pode escapar de seu destino, não importa quão brilhante ou sombrio possa ser.

Sleipnir, o Cavalo de Oito Patas de Odin

Sleipnir, o Cavalo de Oito Patas de Odin
Sendo uma das criaturas míticas mais famosas da mitologia nórdica, Sleipnir é o cavalo de oito patas de Odin, a divindade mais importante do Panteão Nórdico. Alega-se ser o cavalo mais rápido do cosmos já criado, que tinha o poder mágico de correr sobre a água e o ar.

Presenteado a Odin por Loki, que por acaso é a “mãe” de Sleipnir (sim, você leu certo, Loki realmente deu à luz Sleipnir), o corcel de oito patas acompanhou Odin durante muitas de suas aventuras e se tornou um dos companheiros mais confiáveis de Odin o Pai de Todos.

Sleipnir é um importante símbolo viking e também um dos símbolos mais importantes de Odin apresentados nas primeiras obras literárias nórdicas, como a Edda em Prosa, a Edda Poética e a Saga Volsunga (a Saga dos Volsungos) e outros relatos históricos da Era Viking como Gesta Danorum.

O símbolo também foi apresentado em muitas obras de arte criadas pelos vikings, como as esculturas nas pedras de Tjängvide e Ardre.

Gungnir, a Lança de Odin

Gungnir, a Lança de Odin
Gungnir é o nome da lança de Odin com propriedades mágicas na mitologia nórdica. Portanto, também é um símbolo que está intimamente associado a ele. Gungnir representa sabedoria e inspiração, assim como guerra.

Segundo a lenda, Gungnir foi criado pelos filhos de Ivaldi, os anões que eram mestres artesãos. Gungnir é uma lança mágica que nunca erra o alvo.

A lança de Odin, Gungnir também está associada à coragem, força, precisão, fidelidade e êxtase.

Suástica Como Símbolo Nórdico

Suástica Como Símbolo Nórdico
Eu quase posso ouvir você dizendo “Espere, suástica? Sério?" Sim, realmente. Como um dos muitos resultados infelizes da existência dos nazistas, o símbolo da suástica foi apropriado por Hitler e seu povo e usado como o principal símbolo do movimento nazista.

Antes disso, a suástica era um símbolo que se acreditava trazer boa sorte ao seu portador. Para o povo nórdico, era conhecido como um símbolo de força, ordem, prosperidade e boa sorte.

A origem do símbolo da suástica remonta há muito tempo à história antiga. Seus primeiros exemplos podem ser encontrados em relatos relacionados ao hinduísmo, uma fé na qual existem na verdade duas versões da suástica, uma voltada para a esquerda e outra voltada para a direita, cada uma com seus próprios significados únicos.

O símbolo foi amplamente utilizado pelo povo indo-europeu e provavelmente foi de onde o povo nórdico o adotou.

Corvos Como Símbolos Vikings

Corvos Como Símbolos Vikings
Os corvos são possivelmente os animais mais associados aos vikings. Isso ocorre porque os corvos são considerados familiares de Odin. Como Odin era um deus da guerra, os vikings o associavam aos corvos que se banqueteavam com os guerreiros mortos. Além disso, os corvos são animais sábios.

Nos antigos contos da mitologia nórdica, Odin era retratado acompanhado por dois corvos, Hugin e Munin Pensamento e Memória. Os corvos gêmeos voam pelas nove dimensões e tudo o que veem, eles contam a Odin.

Na arte e simbolismo nórdicos, os corvos simbolizam Odin e, como tal, também significam sabedoria e bravura.

Se você assistiu à série de TV Vikings no History Channel, provavelmente já reconheceu a bandeira do corvo que Ragnar Lothbrok e seus filhos levaram para a batalha. Este é apenas um dos vários casos em que os corvos foram apresentados na cultura nórdica.

Perguntas Frequentes Sobre Símbolos Nórdicos e Vikings

Qual é o Símbolo Viking Para Valhalla?

Valknut, o símbolo de Odin, é o símbolo viking de Valhalla, pois também é o símbolo dos guerreiros mortos durante a batalha e conhecido como “o nó dos guerreiros mortos”.

O Que Significa o Símbolo Viking de 3 Triângulos?

“O símbolo Viking de 3 triângulos” é chamado de Valknut e é um símbolo de Odin, bem como dos guerreiros que morriam durante a batalha. Os três triângulos com nove pontas são considerados os nove reinos da mitologia nórdica e o símbolo também é usado para seidr, a magia nórdica praticada pelo próprio Odin.

Qual é o Símbolo Viking Para Proteção?

Aegishjalmur, também conhecido como o Elmo do Pavor e do Terror, é o símbolo viking de proteção. Enquanto iam para a batalha, os guerreiros vikings desenhavam o símbolo entre as sobrancelhas, pois acreditavam que ele proporcionava proteção contra seus inimigos, bem como proteção espiritual contra o mal.

Qual é o Símbolo Nórdico de Força?

Existem vários símbolos nórdicos que representam força. O principal símbolo de força física e poder é Mjolnir, o Martelo de Thor, na cultura nórdica, enquanto a runa Uruz representa força mental e física, bem como resistência e o Aegishjalmur, o Elmo do Temor, representa força mental.

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nossa equipe antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem