Uma Breve História do Mito Grego e Romano: Deuses, Deusas e Heróis

Os antigos gregos eram politeístas, o que significa que adoravam muitos deuses. Esses deuses e deusas viviam no topo do Monte Olimpo, a montanha mais alta da Grécia. Mitos ou histórias descreviam suas vidas e ações. Os deuses muitas vezes se envolveram com o dia-a-dia dos humanos. Esses mitos ajudaram a explicar o desconhecido e às vezes ensinam uma lição.

Por exemplo, Zeus, o rei dos deuses e senhor dos céus, carregava um raio quando chovia, então os antigos gregos acreditavam que o trovão e o raio eram Zeus mostrando sua raiva.
Uma Breve História do Mito Grego e Romano: Deuses, Deusas e Heróis
As histórias sobre como os deuses gregos se comportavam e interagiam com os humanos são encontradas nas obras do poeta Homero. Ele criou dois longos poemas: a Ilíada, sobre a Guerra de Tróia, e a Odisseia, sobre o herói Odisseu. Estes dois poemas foram transmitidos oralmente ao longo de muitas gerações.

Os mitos gregos eram o reality show de 900 a.C.

Os deuses gregos tinham muitas qualidades humanas, embora fossem deuses. Eles lutavam constantemente entre si, comportavam-se de maneira injusta e eram frequentemente ciumentos. Zeus, o rei dos deuses, traiu sua esposa Hera. Muitas vezes punia-o por ter suas amantes.

Os deuses gregos eram altamente emocionais e se comportavam de maneira inconsistente e às vezes imoralmente. Os deuses, heróis e humanos da mitologia grega eram falhos. No entanto, os pecados eram frequentemente punidos e as lições eram ensinadas.

Além de Zeus e Hera, havia muitos outros deuses maiores e menores na religião grega. Atena, a filha de Zeus, era a deusa da sabedoria. Afrodite era a deusa do amor, mas seu irmão, Ares, era o deus da guerra. Hermes, que tinha os pés alados, era o mensageiro dos deuses. Poseidon governou o mar de seu palácio subaquático e Apolo montou sua carruagem através do céu, trazendo o sol com ele.

Hades estava encarregado dos mortos no submundo. Quase todas as pessoas iam para o Hades depois que morriam, fossem elas boas ou más. Para chegar lá, os mortos tinham que ser transportados pelo rio Styx até Hades por Caronte, o barqueiro.

Lições morais ensinadas com a punição dos deuses

Normalmente, os deuses puniam aqueles que eram maus. Por exemplo, Tântalo, que matou seu próprio filho e serviu-o aos deuses para o jantar, foi enviado para o Hades e ficou para sempre com sede e fome. Embora houvesse uma piscina de água limpa e fresca a seus pés, sempre que Tântalo se agachava para beber, a piscina secava e desaparecia.

Da mesma forma, acima de sua cabeça, estavam pendurados os frutos mais deliciosos. No entanto, quando Tântalo se aproximada deles, um vento soprava-os apenas fora de seu alcance.

Os mitos ajudaram a explicar como o mundo se tornou do jeito que era. Em um mito, Zeus criou uma mulher incrivelmente linda e quase perfeita chamada Pandora, cuja única falha era que ela era muito curiosa e desconfiada. Hermes, o mensageiro de Zeus, deu a Pandora uma caixa de ouro, mas avisou-a para nunca a abrir porque coisas terríveis aconteceriam se ela o fizesse.

Mas a curiosidade de Pandora a fez abrir a caixa especial e saiu voando tudo o que era mal no mundo: dor, tristeza, doença, fome, etc. Apenas uma coisa permaneceu na caixa, esperança. Os humanos foram capazes de manter a esperança. Esse mito explica de onde vem o infortúnio e também ensina uma lição moral aos humanos sobre os possíveis perigos da curiosidade.

Héracles enganado em homicídio e expiação

Além dos mitos sobre deuses, os antigos gregos também contavam histórias sobre heróis. Um dos heróis gregos mais famosos foi Héracles, o homem mais forte do mundo. Héracles era o filho de Zeus e uma mulher que era humana. Zeus enganou a mulher ao se disfarçar de marido da mulher. Hera, a esposa de Zeus, estava zangada com o que Zeus tinha feito e queria punir seu filho, Héracles. Então ela enganou Hércules para acreditar que toda a sua família era uma fera perigosa, então ele os matou.

Quando Héracles percebeu que ele havia matado toda a sua família, ele concordou em realizar 12 tarefas para os deuses pagarem por seu crime. Uma tarefa era matar o monstro de nove cabeças chamado Hidra de Lerna.

Outra tarefa era limpar os estábulos de Aúgias, que estavam cheios de vacas, touros, cabras, ovelhas e cavalos e estavam imundos há 30 anos, por isso Héracles mudou o curso de um rio para lavar a bagunça. No final, ele completou os 12 trabalhos de Héracles e compensou o assassinato de sua família.

Os Romanos tomaram emprestado mitos gregos para si mesmos

As origens da mitologia grega são milhares de anos. Por volta de 900 a.C. os diferentes deuses haviam sido colocados em uma religião real. Naquela época, os gregos já tinham muitas cidades-estado, mas os romanos ainda estavam construindo sua civilização. Os gregos e romanos eram vizinhos e os gregos tinham colônias na Itália. Os gregos tiveram uma enorme influência sobre os romanos, que adotaram a religião grega e a misturaram com a deles.

Os romanos mudaram todos os nomes dos deuses, exceto Apolo. Por exemplo, os romanos tinham Vênus, a deusa da fertilidade e nascimento, enquanto os gregos tinham Afrodite, a deusa do amor. Então, Vênus também se tornou a deusa do amor. Os gregos tinham Héracles, o filho de Zeus, que realizou muitos atos de força, mas os romanos reivindicaram-no como o filho de Júpiter (o nome romano para Zeus), e o chamaram Hércules, que demonstrou diferentes feitos de força. O herói grego Ulisses tornou-se Ulisses no mito romano.

A tabela a seguir lista os nomes gregos e romanos de alguns dos deuses e deusas.

Uma Breve História do Mito Grego e Romano: Deuses, Deusas e Heróis

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.