O Mistério do Disco de Festo - História e Significado

A inscrição mais discutida da Creta minoica, o “Disco de Festo” apresenta uma escrita misteriosa estampada na argila, que pode ser lida em espiral da borda ao centro. 

O disco é composto por 45 símbolos diferentes, com um total de 242 símbolos em ambos os lados, separados em 61 grupos de sinais. 

Não há consenso sobre o que isso pode significar, tornando-se um dos mistérios mais famosos da história. Aqui está uma olhada na história e possíveis interpretações do disco de Festo.

O Mistério do Disco de Festo - História e Significado

História do Disco de Festo

Em 1908, o misterioso “Disco de Festo” foi encontrado na ilha grega de Creta. Os historiadores datam-no do período do primeiro palácio, antes de 1600 a.C. O disco é conhecido como o texto “impresso” mais antigo e recebeu o nome da antiga cidade onde foi descoberto; Festo. Festo também foi o lar de uma civilização da Idade do Bronze chamada Minoica.

A maioria dos arqueólogos e estudiosos concorda que os símbolos no disco representam um sistema de escrita antigo. Alguns dos símbolos no disco podem ser reconhecidos como figuras humanas, plantas, animais e várias ferramentas como flechas, machados, armas, escudos e vasos, enquanto outras são marcas misteriosas e indecifráveis.

Segundo alguns historiadores, os símbolos são as letras de um alfabeto, semelhantes à língua dos fenícios, enquanto outros os comparam aos hieróglifos egípcios, compostos por pictogramas que representam uma palavra ou frase. Um problema, entretanto, é que o número de símbolos no disco é muito grande para ser considerado um alfabeto e muito poucos para ser um pictograma.

É geralmente aceito que o disco seja lido da borda ao centro, onde as linhas oblíquas agrupam os símbolos em palavras ou frases. A maioria dos estudiosos concluiu que o texto pode ser lido silabicamente e provavelmente é uma canção, um poema ou mesmo um cântico ou hino religioso.

Infelizmente, a escrita nada tem em comum com o grego, egípcio ou qualquer outra língua conhecida. Ninguém sabe exatamente que língua os minoanos tinham na Idade do Bronze.

Os arqueólogos acreditam que os símbolos foram carimbados, não individualmente esculpidos, o que implica que mais de um disco pode ter existido - embora nada semelhante tenha sido encontrado até o momento. Hoje, o Disco de Festo está exposto no Museu Arqueológico de Heraklion, na Grécia.

Significado e Simbolismo do Disco de Festo

Muitos estudos foram conduzidos para decodificar o significado da escrita misteriosa - tanto em termos do que cada símbolo representa quanto de seu significado linguístico. Mas esses estudos provavelmente não terão sucesso, a menos que mais exemplos de escrita idêntica apareçam em algum lugar.

Aqui estão alguns dos significados conceituais associados ao disco de Festo:

  • Mistério - o disco passou a representar um mistério indecifrável, tentadoramente fora de alcance. O simples fato de ver a imagem do disco de Festo evoca associações com enigmas e mistérios.
  • Identidade grega - o símbolo do disco de Festo é uma lembrança da rica história da Grécia e uma representação da identidade grega.

Aqui estão algumas das interpretações acadêmicas sobre o disco de Festo:

Uma Oração Para Uma Deusa Minoica

O Dr. Gareth Owens, em colaboração com John Coleman, professor de fonética em Oxford, sugere que o disco é uma prece a uma deusa minoica da fertilidade, Afaia e Diktynna. Segundo ele, é um Hino Lírico Minoico com uma mensagem pungente da Idade do Bronze. Seus estudos postulam que o Disco de Festo consiste em dezoito versos sobre a deusa.

Uma História Baseada em um Épico Kharsag e Uma Cantiga Infantil

Christian O’Brien, um geólogo e especialista em história antiga e linguagem, acreditava que o disco era um artefato cretense que carregava uma história que se originou em Kharsag, revelando uma conexão entre as civilizações cretense e suméria. Segundo ele, os símbolos do disco são semelhantes ao cuneiforme sumério das epopeias Kharsag. O bíblico Jardim do Éden era conhecido como "Kharsag", que significa "recinto fechado".

O’Brien acreditava que o disco contava a história de um "desastre pastoral", como a perda de uma colheita ou alguma interrupção semelhante da vida agrícola. Ele compara a mensagem no disco Festo à centenária canção infantil inglesa "Little Boy Blue", que narra uma história cotidiana de gente do campo e um "desastre pastoral".

Outras Interpretações

Sem evidências concretas, várias teorias foram propostas de que o disco poderia ser um diário real, calendário, ritual de fertilidade, história de aventura, notas musicais ou mesmo uma inscrição mágica. Infelizmente, não há contextos suficientes para uma análise significativa, o que torna essas interpretações apenas mais teorias e são improváveis ​​de serem consideradas como fatos conclusivos.

Uma Farsa Moderna

Por causa da incapacidade de decifrar o significado do disco de Festo, alguns estudiosos acreditam que é uma farsa moderna. Muitos pedidos foram feitos ao governo grego para permitir o teste no disco. Isso ajudaria a datá-lo com precisão, mas essas solicitações foram recusadas com base no fato de que o disco é um artefato único que pode ser irremediavelmente danificado pelos testes. No entanto, a maioria dos estudiosos acredita em sua autenticidade.

O Disco de Festo em Joalheria e Moda

O mistério do Disco de Festo inspirou designs de moda e joias. Na verdade, tornou-se uma tendência na joalheria grega de colares, pulseiras, anéis e brincos, adicionando um toque de cultura e história ao visual. As joias da Festo variam de visual antiquado a designs modernos e minimalistas, que também podem ser usados ​​como amuletos de boa sorte.

Se você quiser adicionar um pouco de mistério ao seu estilo, pense nas estampas inspiradas em Festo em vestidos, camisetas, jaquetas e lenços de bandana. Alguns designers apresentam a impressão do disco em suas coleções, enquanto outros o tornam mais moderno e inesperado com símbolos desconstruídos.

Resumindo

O disco de Festo ainda pode ser um mistério, mas deixou sua marca no mundo moderno. Alguns acreditam que influenciou o alfabeto grego moderno, embora permaneça incompreensível. O disco de Festo pode sempre ser um mistério, mas o que sabemos é que é uma chave fascinante para o passado e uma mensagem do mundo antigo.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem