O antigo mito grego de Halcyon é uma história terna de amor e compromisso, o que explica os dias ensolarados de calmo mar e ventos. Os dias de Halcyon ou Alkionides Meres, como os gregos os chamam, aparecem em meados de janeiro todos os anos.

Halcyon é um tipo de pássaro martim-pescador que nidifica à beira-mar, onde sopra ventos que encantam o mar, de modo que seus ovos são protegidos durante o período de nidificação.

A frase dias de Halcyon hoje também significa prosperidade, alegria, libertação e, claro, tranquilidade.

O Mito de Halcyon e Ceix

O Mito de Halcyon - Os Dias de Halcyon
Na mitologia grega, a deusa Halcyon (Alcyone em grego) era filha de Éolo, o regente dos ventos. Éolo vivia nas cavernas, onde os ventos foram aprisionados. Ele era quem escolhia quando deixá-los sair, dependendo de como os deuses superiores o instruíam.

Halcyon era casada com o rei mortal Ceix de Tachis. O amor deles um pelo outro era tão conhecido que até os deuses espreitavam em sua privacidade e ouviam algumas piadas que eles não gostavam muito (como chamar um ao outro de Zeus e Hera!). Uma vez, quando Ceix teve que ir a Delfos para consultar o oráculo de Apolo, ele decidiu navegar para lá, apesar de todos os gritos de sua amada Halcyon, que estava terrivelmente com medo do mar.

Halcyon provou que estava certa porque Ceix se afogou, quando uma tempestade enorme tirou sua vida não muito longe da costa e seu barco desapareceu nas ondas.

O Mito de Halcyon - Os Dias de Halcyon
Tentando lutar contra a tempestade, ciente de que ele iria se afogar, Ceix pediu a Poseidon (o deus do mar) para trazer seu corpo para os braços de sua esposa. Enquanto isso, com medo pelo marido e sem saber o que havia acontecido, Halcyon pediu a Hera para garantir sua viagem segura.

Era tarde demais e Hera não teve escolha senão mandar para Hipnos, que instruiu Morfeu, o Deus dos Sonhos, a aparecer nos sonhos da pobre mulher e contar-lhe sobre a tragédia. A desesperada Halcyon foi para a costa onde encontrou o corpo de Ceix e se jogou nas ondas escuras. Espantados por seu amor e devoção, os deuses decidiram salvá-la e transformá-la em uma ave marinha. Eles também transformaram Ceix em outro martim-pescador para que os dois pudessem viver e ficar juntos.

O Mito Dos Dias de Halcyon

O Mito de Halcyon - Os Dias de Halcyon
Até mesmo na mitologia grega a vida nem sempre foi fácil. Zeus ordenou que Halcyon pusesse seus ovos apenas no inverno. Tendo seu ninho perto da costa, perto do local onde encontrou o corpo de Ceix, as ondas tempestuosas continuavam varrendo seus ovos.

Chorando e orando sem parar, Halcyon finalmente conseguiu tocar o coração de Zeus. Encorajado pelos outros Deuses também, Zeus decidiu dar-lhe 14 dias de bom e calmo clima no meio do inverno.

Assim, esses dois pássaros martim-pescadores, ou aves da família Halcyon, como também são conhecidos, foram capazes de manter seus ovos a salvo todos os invernos durante o período que chegava sete dias antes e sete dias após o solstício de inverno. Durante esses dias, o pai de Halcyon manteria os ventos calmos no mar.

Os dias de Halcyon ainda são celebrados na Grécia, em memória de Halcyon e seu sacrifício. Praticamente, os dias de Halcyon aparecem em meados de janeiro e não duram mais do que uma semana ou dez dias no máximo.

Postar comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem