O deus grego dos animais é a deusa grega Ártemis. Ela é filha de Zeus, o deus do céu, e de Leto, a deusa da maternidade. Seu irmão gêmeo é Apolo, o deus da medicina, música e poesia. Além dos animais, Ártemis também é a deusa da caça e da natureza.

Quem É o Deus Grego Dos Animais?

O Início da Vida de Ártemis

Ártemis e Apolo eram gêmeos, mas Ártemis nasceu um dia antes de Apolo. Ela se tornou a guardiã de Apolo, o que a levou a ter uma atitude carinhosa e protetora. Ela valorizava sua inocência e pediu a Zeus que concedesse sua virgindade eterna; algo que levaria à morte de Órion e Actéon.

Ártemis: Mais do Que a Deusa Dos Animais

Embora Ártemis seja a deusa dos animais, ela também foi uma valente protetora daqueles ao seu redor, especialmente seus pais, Zeus e Leto. Ártemis muitas vezes se transformava em animais para matar aqueles que cometiam atos hediondos. Ártemis recebeu presentes que incluíam um arco de prata e cães de caça, e ela costumava ser retratada com esses itens quando representada.

Ártemis e Órion

Quando Ártemis tinha apenas três anos, ela pediu a Zeus que concedesse sua virgindade eterna. Ártemis valorizava sua virgindade mesmo quando ela encontrava companhia em outra pessoa, incluindo Órion. Órion era filho de Poseidon e era um grande caçador. Órion e Ártemis se tornaram grandes amigos e muitas vezes caçavam juntos. A amizade deles parecia romântica para os curiosos, porque eles costumavam ser vistos juntos.

Uma noite, Órion e Ártemis foram caçar e acenderam uma fogueira quando terminaram de caçar. Eles haviam adormecido juntos quando a noite acabou. Apolo percebeu a fumaça do incêndio na floresta e foi investigar.

Apolo encontrou Ártemis e Órion, que estavam dormindo e deitados um com o outro. Apolo estava com raiva porque Ártemis quebraria sua promessa a Zeus de que ela queria a virgindade eterna, então ele decidiu que Órion precisava ser morto.

Apolo enviou um grande escorpião para matar Órion. Órion tentou matar o escorpião, mas ele não conseguiu perfurar sua pele grossa. O escorpião perseguiu Órion até o mar, onde Órion tentou vencer o escorpião.

Sem saber se Órion seria morto pelo escorpião, Apolo foi até Ártemis e inventou uma mentira. Apolo disse a Ártemis que seu amigo, Opos, havia sido estuprado por Candaon e que Candaon estava tentando fugir nadando pelo mar em direção a uma ilha deserta.

Ártemis ficou furiosa porque Candaon iria estuprar sua amiga, então ela foi para o mar, onde disseram que Candaon estava nadando. Apolo mostrou a Ártemis onde Candaon estava nadando, mas não disse a ela que ele estava mentindo sobre quem estava nadando. Apolo continuou a mentir e dizer que Candaon estava nadando para evitar sua ira e fugir com o que tinha feito.

Ártemis não percebeu que Candaon era na verdade seu amigo Órion que estava tentando fugir de um escorpião. Ártemis usou seu arco para puxar uma flecha e atirar em Candaon por estuprar Opos. Depois de disparar o tiro mortal e acertar Candaon na cabeça, Ártemis foi visitar Opos para dizer a ela que Candaon estava morto.

Quando Ártemis visitou Opos, ela ficou surpresa com a notícia e que Candaon não a havia estuprado. Na verdade, ela não tinha sido estuprada e estava perfeitamente bem. Ártemis voltou para o mar para ver quem ela havia matado quando percebeu que era seu querido amigo Órion.

Órion estava morto por sua flecha, então Ártemis matou o escorpião que o estava perseguindo. Órion e o escorpião foram colocados lado a lado em uma constelação no céu. A constelação mostra Órion sendo perseguido por um escorpião gigante.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem